"O romantismo é uma coisa superestimada, o realismo é o que há"

Muito importante lembrar: O gênero "new adults" não é aclamado por todas as pessoas então leve em consideração que isso em nenhum momento está incentivando você a leitura de tal. A questão é: Isso precisa existir. E você tem que entender essa história.

Ontem pela madrugada, eu finalizei a grandiosa façanha de ler a série de After com algumas lágrimas horríveis e um apertinho no coração que me senti muito idiota de sentir. Se você entende e me compreende sobre isso, é sempre bom ser compreendida. Mas se você não faz ideia do que se trata, a série After nada mais é que uma obra literária baseada emt uma fanfic do One Direction que a Anna Todd escreveu no Wattpad. Se você tem pavor de escutar a banda fique calma viu? Para fazer o livro, tiveram que modificar os nomes de todos os personagens que tinham os meninos da banda como interpretes. 

After conta a história da jovem criada a imagem e semelhança da mãe para ser uma garota perfeita em tudo que faz cuja o nome é Tessa. E o bad boy (não sei se seria o nome apropriado a ele já que vai muito mais além da espiritualidade dele do que um simples rotulo) Hardin - representado pelo Harry Styles -. O inicio mostra Tessa se mudando para o alojamento da faculdade e dando de cara com uma garota que se chama Steph que é do grupo de convivência do Hardin. De cara eles já trocam olhares furiosos e desejos anônimos que eu como adolescente, adoro ler. 

Por motivos que são descobertos mais a frente na história, eles começam a se aproximar de uma forma certeira, e é notória a conexão que eles tem porém que nem eles mesmos percebem já que eles são totalmente diferente um do outro. E mais tarde entram em um "relacionamento" que vai causar muito dor cabeça pros personagens e pros leitores também. Uma montanha russa seria a definição perfeita para os dois quando estão juntos. E uma montanha mais que russa quando estão separados.

A questão é, After tem personagens muito convidativos para o seu mais puro desgosto assim como para o seu amor mais profundo.

Vamos começar por Hardin: É muito engraçado falar sobre ele, já que senti mil e um sentimentos a respeito dele no decorrer dos cinco livros. De cara você já sente um incomodo pelo seu jeito tão fechado até com os amigos. Mas quando ele vai se abrindo com a Tessa e com o leitor, você vai sentindo uma alma tão perturbada e que precisa de tanto compreendimento, porém o fato dele ser tão revoltado o torna um ponto forte para negarem ele a atenção que ele tanto tenta chamar. Ele melhora consideravelmente ao passar dos anos, ele se torna uma pessoa muito diferente, sabe? E ao decorrer da leitura me senti tão feliz por ele. Hardin é um homem repleto de demônios do passado e tantos demônios criado por ele mesmo. Por fora aparenta ser uma pessoa segura de si que realmente não tem nada a perder. Mas você vai o conhecendo e percebendo que ele é tão frágil e tão perturbado no sentindo de sanidade, que ele precisa de algo para trazê-lo de volta do inferno e o fazer permanecer no paraíso. 
Agora é a vez de falar da Tessa: Como eu já disse um pouco antes, Tessa foi criada pela mãe para ser uma pessoa perfeita que faz decisões perfeitas e planeja ter uma vida perfeita. Massss.....enfim. Ela aparenta ser perfeita até mesmo Hardin a acha perfeita demais. Mas o ponto chave é que a Tessa tem tantas dúvidas na cabeça do que aparenta. Ela é muito determinada e totalmente não nega esforços para abrir mão das coisas pelas pessoas que ama. Ela coloca sempre os sentimentos das pessoas na frente do dos dela o que me deixa louca uma vez ou outra.

A relação dos dois nada mais é do que uma relação muito toxica. Uma dependência tão devastadora que um tem do outro como se o mundo não valesse a pena se eles estivessem separados. É algo tão torturante de acompanhar, e eu me senti então intrigada com eles diversas vezes por serem assim. Mas a questão é que o relacionamento deles já começa de uma forma nada saudável e é construído a partir disso. Não existe um vilão em After, afinal os vilões são eles mesmos nas próprias vidas. Eles acusam tantas pessoas por serem o pivô de uma tempestade na relação, sendo que são eles mesmo que causam toda a dor.

"Mas eles não vivem uma relação abusiva?" Se você for ler no Skoob os comentários a respeito do primeiro livro você larga na hora porque são totalmente negativos. Mas é aquilo não é mesmo? Os gostos e tal. Porém, oque acontece aqui, muitos julgam a história logo de cara pelo primeiro livro o que eu considero um erro banal, afinal, Hardin não é flor que se cheire ainda mais no início da história, vamos combinar. Se você ler After, você tem que compreender que Hardin não sabe oque um relacionamento significa. Nem com mulheres, nem com família e nem com amigos. Nada. É tudo muito novo e louco pra ele que foi sempre acostumado com uma aventura de sexo com uma mulher diferente a cada noite. 

After vai muito mais além de uma história de um amor fora de serio. A Anna vai muito mais além disso. Ela pega pesado na hora de falar dos problemas familiares, que é abordado maravilhosamente bem por ela, de uma forma muito profunda. Fora a sexualidade que também tem em peso nos cinco livros.

Vale muito a pena aguentar os pontos altos e baixos da história de Hessa, não digo que After é a melhor série do mundo, nada disso. Mas eu não me arrependo de ter dado uma chance pra história. Eu chorei horrores muitas vezes enquanto lia assim como ri sozinha a cada piadinha e a cada momento que eles citam um episódio de Friends. Me senti feliz de finalizar a leitura e mais feliz ainda por me apaixonar pela história.

NOTA IMPORTANTE: os fãs fizeram uma playlist que diz muito sobre o casal e a história (genial)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Curiosidade

Por onde anda a autora desse site?