Leia-me

Valentina | via Tumblr

Estender-lhe a mão a alguém para sentir e descobrir as pistas que o futuro tem a seu favor pode ser de fato algo que pessoas desesperada por respostas sintam tão facilmente. A vontade de recorrer a algo que lhe faça sentir a certeza de que o futuro tem algo tão maravilhoso a seu favor de uma forma que te reconforte sobre aquilo que sentimos que estar por vir. A intensidade que o futuro carrega na bagagem, a incerteza de alguma coisa que você sente que não está fazendo certo, a persistência de um pensamento paranoico de que as coisas não estão certas.
Cartas, astros, há tantas maneiras de você ter uma ideia ilusionaria de que a sua vida tem uma chance se quer de soltar aquele suspiro de alivio "Ufa!", que você não sinta aquele medo de dar um passo em falso e não desmoronar naquilo que te faz tanto temer o futuro. Talvez seja o fato de estarmos sempre tão inseguros a todo momento, o fato de estarmos sempre tão ansiosos por aquilo que queremos alcançar tanto e temos pavor de não estarmos preparados para o momento que virá.
Não queremos acordar e perceber que estamos vivendo aquilo que não sentimos prazer em viver, que não estamos realizando os objetivos que tanto pretendiamos. A dor de não estarmos onde devíamos estar. Onde estamos afinal? Estou no lugar certo? Mais uma vez a incerteza me faz ficar cativada a algo que me traga respostas tão imediatas.
Você poderia dizer "não" as frenéticas perguntas que perturbam tanto a mente, dar uma pausa nas constantes questões que eclodem no cérebro, e simplesmente viver. Viver um dia de cada vez, sem a pressa de querer atropelar o presente. Apenas esperar por aquilo que estar por vir, sem ter medo do que o destino juntamente com o seu amigo futuro prepararam pra você de um modo bem carinhoso e com bastante amor. Apenas fechar os olhos e esperar a vida te trazer tudo aquilo que você deseja. A doçura de ter o sentimento da espera, de ser paciente o bastante para se acalmar e viver tudo que tempos pra viver.
Mas não sou assim.
Por favor Cartomante, revele-me o que suas cartas dizem sobre mim. Revele de uma vez que ao dobrar a esquina estarei cara a cara com o amor da minha vida. Revele-me que ganharei na mega sena daqui 2 dias. Diga-me que a felicidade está prestes a bater na minha porta falando que ela chegou para ficar. 
Você pode me dizer isso Senhora Cartomante? Dizer-me que estarei pronta para tudo que vier, que estarei tão disposta a ser feliz o quanto estou para viver e presenciar os momentos de tristeza que tanto me assombram. Diga-me Cartomante, pelo menos com um pouco de seriedade. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

"O romantismo é uma coisa superestimada, o realismo é o que há"

Curiosidade

Por onde anda a autora desse site?