A sociedade e os seus padrões


De uns tempos pra cá eu venho observando o quão ridículo o ser humano pode chegar a ponto de julgar tendo a visão de uma pessoa com ideias e até mesmo aparências diferentes, deixando claro que já que vivemos em plena democracia, temos a liberdade pra expor nossos pensamentos e também de fazer nossas escolhas. 

Por exemplo, os negros.
Sempre rola das pessoas que não pode ver um negro andando na rua e já fica naquela ideia que será assaltado. Eu já ouvi diversas vezes "pretinho com camisa do flamengo e havainas, corre" o que me deixa desapontada com o que se passa na cabeça das pessoas ultimamente. Ou quando um negro passa em um carro extremamente caro e as pessoas logo pensam que como ele conseguiu isso? A questão é, existe sim muitos negros que são pobres assim com também existe muito branco, mas não é a cor da pele, nem a situação financeira do individuo que vai servir para justificar suas ações. 

Por exemplo, gordinhas.
Esses dias eu estava vendo alguns anúncios do youtube e vi um da carefree que tinham mulheres de diferentes estilos e tinham duas gordinhas. E ambas falavam que se sentiam bem da forma que elas eram e que não tinha essa de se sentir triste com o corpo e eu acho isso o mais importante. Não somente com quem é gorda mas também com quem é magra. Não importa como o seu corpo seja, importa mesmo é como você se sente em relação a isso. A sociedade impõe tanto o padrão de beleza "você tem que ser isso, você tem que ser aquilo" simplesmente foda-se o resto, se ame, se cuide, se importe mais com você mesma.

Por exemplo, LGBT.
Pra mim esse é o quesito mais delicado. Eu acredito que toda forma de amor é aceita seja homem-mulher, homem-homem, mulher-mulher. O amor é a forma mais linda de demonstrar algo e as pessoas ainda reclamam sendo que elas mesmas criam barreiras para o próprio amor. De um tempo pra cá, eu tenho acompanho todo aquele lance da Caitlyn Jenner e só agora que eu vi na mídia mostrando como transexuais se sentem e o quanto o número de suicídio dos mesmos aumentam a cada dia. O mundo grita pra gente o quanto somos livres pra escolhermos oque devemos fazer e quando é feita te reprimem com velocidade e sem medir esforços pra se importar com as consequências.

Por exemplo, pessoas com cabelos diferentes, piercing e tatuagens.
Seja uma mulher careca, de cabelo colorido, metade raspado, homem de cabelo grande ou até também cabelo colorido. Pra mim esse é um dos julgamentos mais escrotos que a sociedade comete. Cabelo é algo que vem e vai, normal. E saber que tem gente que perde chances de emprego por seguir esse estilo faz com que eu me pergunte o porque disso e o que tais coisas mudam no caráter e na inteligência das pessoas? 

Por exemplo, mulheres em geral.
Eu acho que nesse quesito entra toda a coisa de "sociedade machista" e sim convivemos com isso todos os dias. A luta pelos direitos das mulher ao redor do mundo não é algo recente pra gente, a questão de "a mulher é o sexo frágil", a questão de "pega muito é piranha" "tá usando roupa curta, quer ser estuprada" a igualdade entre os sexos é algo que se prega muito hoje seja por anônimos ou seja por famosos. E é algo que eu acho que deve ser lutado sim. Já passou a fase que só homem pode fazer determinada coisa, as mulheres são tão determinadas quanto, eu acredito. Quantas mulheres são admiradas hoje pelos seus bens feitos?

E não é só isso, a todo o momentos querendo ou não logo pensamos em algo racista. A gente acha que pode tanto sair julgando as pessoas e esquecemos que todos nós somos humanos, temos dois olhos, um coração, dois joelhos e que temos sentimentos. As pessoas em geral se acham tanto no quesito de tenho-o-poder-posso-julgar e acabam se esquecendo o qual poderoso é o poder das palavras.

Comentários

  1. Atualmente muitas pessoas ficam mais no "o que pensarão de mim" do que sendo julgadas. Por isso adorei o trecho que diz sobre o importante é como se sente sobre seu corpo. Não se pode ter medo do que é, se você não se aceitar, ninguém vai. Amei o texto, continue com o bom trabalho :D

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Olá meu querido visitante. Muuuuuuuuuito obrigado por você querer deixar um comentário muito foficho da sua parte, seu comentário é mega importante e muito significativo pra mim. Fico feliz que você tenha feito a escolha de comentar (foficho parte 2.) e saiba que eu também vou visitar o seu blog com todo amor que você veio visitar o meu. Enfim, realmente muito obrigada. mi casa es su casa

Postagens mais visitadas deste blog

"O romantismo é uma coisa superestimada, o realismo é o que há"

Por onde anda a autora desse site?

As fiéis promessas